Política
Compartilhar

Bolsonaro fala mal do PT para não falar do Queiroz, diz Gleisi

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, rebateu a crítica do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que, ao comentar a prisão de ..

Wálter Nunes - Folhapress - 14 de janeiro de 2019, 07:07

CURITIBA, PR, 17.04.2018 – LULA-SENADORES: Coletiva dos Senadores que foram visitar o ex-presidente Lula, na superintendência da Polícia Federal de Curitiba, onde o ex-presidente está preso há 10 dias por conta de sua condenação no caso triplex do Guarujá na Operação Lava Jato. Na  foto os senadores: Ângela Portela (PDT-RR), Fátima Bezerra (PT-RN), Gleisi Hoffmann, Humberto Costa (PT-PE), João Capiberibe (PSB-AP), José Pimentel (PT-CE), Lídice da Mata (PSB-BA), Lindbergh Farias, Paulo Paim (PT-RS), Paulo Rocha (PT-PA), Regina Sousa, Telmário Mota (PTB-RR) e Vanessa Grazziotin (PcdoB-AM). (Foto: Ana Pozzi/Photo Press/Folhapress)
CURITIBA, PR, 17.04.2018 – LULA-SENADORES: Coletiva dos Senadores que foram visitar o ex-presidente Lula, na superintendência da Polícia Federal de Curitiba, onde o ex-presidente está preso há 10 dias por conta de sua condenação no caso triplex do Guarujá na Operação Lava Jato. Na foto os senadores: Ângela Portela (PDT-RR), Fátima Bezerra (PT-RN), Gleisi Hoffmann, Humberto Costa (PT-PE), João Capiberibe (PSB-AP), José Pimentel (PT-CE), Lídice da Mata (PSB-BA), Lindbergh Farias, Paulo Paim (PT-RS), Paulo Rocha (PT-PA), Regina Sousa, Telmário Mota (PTB-RR) e Vanessa Grazziotin (PcdoB-AM). (Foto: Ana Pozzi/Photo Press/Folhapress)

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, rebateu a crítica do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que, ao comentar a prisão de Cesare Battisti, classificou o partido como corrupto.

"Ao invés do Bolsonaro falar tanto do PT deveria se empenhar em acertar seu governo que comete erros em série. Mas entendo, falar mal do PT é pra não falar do Queiroz, do caixa dois do Onix, das nomeações de parentes e amigos", disse Gleisi Hoffmann.

Gleisi se referiu a Fabrício Queiroz, ex-assessor parlamentar alvo do Coaf, que apontou movimentação suspeita de R$1,2 milhão, com repasse de R$ 24 mil à primeira-dama, Michelle Bolsonaro. O presidente diz que o valor foi pagamento de um empréstimo.

Bolsonaro se manifestou na manhã deste domingo (13) pelas redes sociais.

"Parabéns aos responsáveis pela captura do terrorista Cesare Battisti! Finalmente a justiça será feita ao assassino italiano e companheiro de ideais de um dos governos mais corruptos que já existiram do mundo (PT)."