Política
Compartilhar

Moro participa de reunião com governadores sobre segurança pública

Segurança pública será o tema central da segunda reunião dos governadores eleitos e reeleitos, que ocorre hoje (12) em B..

Luiza Damé - Repórter da Agência Brasil - 12 de dezembro de 2018, 06:35

CURITIBA, PR, 05.11.2018 - O juiz federal Sérgio Moro, indicado como ministro da Justiça pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) participa de palestra de abertura da conferência Smart Energy e GreenBuilding Brasil que reúne a 5º Smart Energy Ciei &#038 Expo e a 9º Greenbuilding Brasil Conferência Internacional &#038 Expo e o Fórum de Eficiência Energética da Ashrae. A palestra tem como tema “O Brasil que queremos”, realizada no auditório da FIEP (Federação das Indústrias do Estado do Paraná), em Curitiba (PR). (Foto: Geraldo Bubniak/AGB/Folhapress)
CURITIBA, PR, 05.11.2018 - O juiz federal Sérgio Moro, indicado como ministro da Justiça pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) participa de palestra de abertura da conferência Smart Energy e GreenBuilding Brasil que reúne a 5º Smart Energy Ciei &#038 Expo e a 9º Greenbuilding Brasil Conferência Internacional &#038 Expo e o Fórum de Eficiência Energética da Ashrae. A palestra tem como tema “O Brasil que queremos”, realizada no auditório da FIEP (Federação das Indústrias do Estado do Paraná), em Curitiba (PR). (Foto: Geraldo Bubniak/AGB/Folhapress)

Segurança pública será o tema central da segunda reunião dos governadores eleitos e reeleitos, que ocorre hoje (12) em Brasília, na sede do Conselho Nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Até ontem à noite, 25 governadores e um vice-governador haviam confirmado presença. O futuro ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, também deverá participar do debate.

O encontro é organizado pelos governadores eleitos do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), e de São Paulo, João Doria (PSDB). Além de Moro, vão participar os presidentes do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, e do Superior Tribunal de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, bem como o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann.

Na última reunião, em novembro, os governadores combinaram que levariam para debate temas consensuais. Foram definidos 13 assuntos prioritários dos estados. Algumas propostas, como as reformas da Previdência, administrativa e tributária, são listadas como necessárias, mas os governadores não têm posição conjunta sobre quais pontos devem ser aprovados.