‘Ladrões e assassinos’, diz Alvaro Dias sobre corruptos

Fernando Garcel

Fernando Garcel com Pedro Ribeiro

O senador Alvaro Dias esteve reunido com empresários paranaenses, em Curitiba, nesta segunda-feira (16). Em entrevista ao Paraná Portal, o pré-candidato à Presidência da República pelo Podemos, o antigo PTN, comentou sobre os seus índices nas pesquisas de intenção de voto, destacou a participação popular no combate à corrupção e falou sobre as crises nos Três Poderes.

Para o senador, há uma expressiva parcela da população que está interessada em colaborar com mudanças e que o atual momento do país pede que haja protagonismo dessas pessoas. Corrupção, a crise e a violência são os tópicos que mais preocupam os brasileiros nos últimos anos. Questionado sobre esses pontos, Dias apontou que corruptos são ladrões e assassinos.

O corrupto é o pior dos bandidos e um assassino que destrói a Nação, afirma Alvaro Dias
> “O Brasil segue em crise porque o impeachment foi pela metade”, diz Alvaro Dias

“O combate à corrupção é uma prioridade considerada pela população. A violência cresce de forma avassaladora porque falta dinheiro para oferecer a estrutura adequada ao serviço de segurança competente. Os ladrões do dinheiro público são mais que ladrões… São ladrões e assassinos”, afirma o senador. “Combater a corrupção é o caminho para melhorar a segurança no país e a saúde pública, além de gerar empregos para superar essa crise monumental que alcançou o Brasil nos últimos anos”, destaca Dias.


Dias anuncia expulsão de membros do Podemos que tenham negociado com Temer

Pesquisas

Questionado sobre as pesquisas de intenção de voto, a mais recente que aponta 5% das intenções de voto, Alvaro destaca que possui o menor índice de rejeição entre os candidatos e que isso aponta para o crescimento nas próximas.

Alvaro Dias tem a menor rejeição à Presidência

“Eu fico satisfeito em ter a menor rejeição entre todos os candidatos e também na parte qualitativa dele em que diz respeito as prioridades. A população quer experiencia administrativa e passado limpo e isso podemos oferecer plenamente”, diz o senador. “Se a escolha for infeliz no próximo ano, nós teremos o país sangrando por muito tempo com consequências imprevisíveis”, destaca.

Crise nos Três Poderes

Para o pré-candidato à Presidência, a crise política nacional causa um efeito cascata nos três poderes. Ele aponta a imagem ‘sucateada’ do Legislativo causada por boa parte dos parlamentares e o foto privilegiado que causa lentidão do Judiciário. “”O foro privilegiado é um paraíso de impunidade. Acabar com o foro é importante e fundamental para instalar no país uma nova Justiça”, finaliza Dias.

Veja a entrevista completa:

[insertmedia id=”CgRChKGgDHg”]

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook