Mesmo no PDT, Osmar apoia o irmão Alvaro Dias

Andreza Rossini


Por Metro

Pré-candidato ao governo do Estado do Paraná, o ex-senador Osmar Dias condicionou sua permanência no PDT (Partido Democrático Trabalhista) à possibilidade de manifestar apoio a seu irmão Alvaro Dias (Podemos) à Presidência da República.

Osmar destacou que, apesar de o PDT ter Ciro Gomes como pré-candidato ao cargo maior do executivo brasileiro, o compromisso real que tem é com o Paraná. “Estou no PDT há 17 anos. Não gostaria de sair do partido, mas tenho a obrigação de dar apoio ao Alvaro que, além de meu irmão, é o candidato do Paraná. Não consigo me imaginar em um palanque que não seja o do Alvaro”, disse.

Além do apoio ao irmão, Osmar destacou que expressou esse sentimento ao partido e que já trabalha em alianças com outras siglas e não vai se submeter a uma posição unilateral do PDT. “Eu não aceito mais, goela abaixo, que me escolham o vice e coloque na chapa. Quem quiser vir comigo, deverá deixar eu participar da escolha do vice. Porque normalmente – e nós temos história no Paraná – o vice acaba brigando com o titular. Eu quero um vice que defenda 100% o projeto de governo que eu estou construindo”, ressaltou.

De acordo ainda com o pré-candidato, a intenção é que, até as eleições, seja possível visitar o maior número de cidades e pessoas possível, para poder entender a real demanda de cada região do Paraná. “É difícil ir a todas as cidades. O Paraná é muito grande e eu viajo de carro. Não tenho avião ou helicóptero”, explicou.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="483595" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]