Candidato a deputado é detido pela Guarda Municipal, em Curitiba

Mariana Ohde

O candidato a deputado estadual pelo PT, Renato Almeida, foi ferido com tiros de bala de borracha na noite deste domingo (9), em Curitiba. Segundo o presidente do PT no Paraná, Dr. Rosinha, ele estaria fazendo panfletagem na chamada Praça do Gaúcho, no bairro São Francisco.

Dr. Rosinha afirma que o candidato “foi agredido” pela Guarda Municipal. “Nenhum motivo para a prisão e nem para a violência policial”, disse, em nota. O presidente também relembrou o caso ocorrido no dia 7 de setembro, durante o desfile cívico, quando a candidata a deputada estadual Edna Dantas realizava uma manifestação pela libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ela e outros integrantes do partido também foram detidos.

“Nos dois casos, a única explicação para a perseguição é que ambos são negros, do PT e dos movimentos sociais. O que estamos vendo é uma assustadora onda crescente de violência e perseguição a quem se manifesta e luta a favor dos oprimidos”, disse Dr. Rosinha.

Renato Almeida teve um ferimento na mão e foi levado ao Hospital Cajuru para atendimento.


Em nota, a prefeitura de Curitiba afirmou que a Guarda Municipal foi acionada por moradores da região por volta de 19h por causa de um racha de veículos, consumo de drogas e perturbação de sossego. “A Guarda Municipal atendeu ao chamado e precisou usar arma não letal (com bala de borracha) para conter o grupo e para restabelecer a ordem no local”, diz a nota.

Ainda de acordo com a prefeitura, Renato Almeida estava no grupo que avançou contra os seis guardas municipais e acabou ferido na mão e nas costas. “Ele foi encaminhado para atendimento médico no Hospital Cajuru. Após a liberação médica, será levado à Central de Flagrantes, onde será feito o registro do caso”.

A nota diz que Renato já havia sido detido antes, em agosto de 2016, quando era candidato a vereador “por desacato e perturbação de sossego”.

Post anteriorPróximo post
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal
Comentários de Facebook