Política
Compartilhar

Após reunião, governo fala em prisões de caminhoneiros

Depois de três horas de reunião no Palácio do Planalto, o governo não apresentou dados que mostrem a evolução das parali..

Talita Fernandes - Folhapress - 26 de maio de 2018, 14:33

Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil
Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil

Depois de três horas de reunião no Palácio do Planalto, o governo não apresentou dados que mostrem a evolução das paralisações em rodovias do país após o início da atuação das Forças Armadas, convocadas na sexta-feira (24) pelo presidente Michel Temer.

Em entrevista coletiva, o ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo) disse que a Polícia Federal já emitiu pedidos de prisão contra atos que estão sendo considerados criminosos e falou na aplicação de multas para os que estiverem descumprindo decisão do STF (Supremo Tribunal Federal).

"Em função da liminar concedida ontem a nosso pedido, a pedido do governo, pelo STF, o governo começa a aplicar multas no valor de R$ 100 mil por hora parada para os donos das transportadoras que não voltarem à atividade", disse.