À juíza Gabriela Hardt, Bumlai desmente próprio depoimento

Roger Pereira


Além do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o pecuarista José Carlos Bumlai, amigo pessoal de Lula, também prestou depoimento nesta quarta-feira, na ação penal em que é também réu no caso do sítio de Atibaia. Bumlai “corrigiu” depoimento prestado à Polícia Federal em agosto de 2016, quando admitiu que poderia ter sido o responsável pelo pagamento de R$ 38 mil utilizados na primeira obra de reforma do sítio, realizada pelo grupo Bertim.

“Pensei que tinha afirmado que iria averiguar se saíram da minha conta esses R$ 38 mil, o que, ficou comprovado, não aconteceu. Estava doente, fui internado naquele mesmo dia. Tinha orientação para não prestar depoimento, mas acabei falando por consideração à Polícia. Me surpreendi quando vi o depoimento que assinei”, afirmou. Logo após a audiência sua defesa protocolou junto à Justiça Federal, os documentos referentes à internação e ao estado de saúde de Bumlai na ocasião.

Nesta quarta, o pecuarista disse que sua única participação na reforma do sítio foi apresentar Reinaldo Bertim à ex-primeira-dama Marisa Letícia. “Dona Marisa me procurou e perguntou se eu tinha alguém para indicar para fazer a reforma. Procurei um amigo, Reinaldo Bertim e fomos lá ver. Nesta visita ela também falou que queria fazer mais alguma construção para armazenar o acervo que viria de Brasília. Não se discutiu pagamento, Não participei do pagamento de R$ 1,00. Se alguém disse que paguei, ou pedi alguma coisa sobre pagamento, não é verdade”, declarou.

Assista à íntegra do depoimento:

 

 

Previous ArticleNext Article
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal