Absolvido, Temer grava mensagem em defesa das reformas

Roger Pereira


No primeiro dia útil após sua absolvição no Tribunal Superior Eleitoral, o presidente Michel Temer gravou vídeo com pronunciamento à nação, exaltando a independência do Poder Judiciário, afirmando ter sido vítima de denúncias artificiais e montadas e defendendo a agenda de reformas que pretende ver aprovada no Congresso Nacional nas próximas semanas.

Na última semana assistimos a demonstração da vitalidade da democracia brasileira com o funcionamento pleno e livre do judiciário, com respeito aos princípios fundamentais de independência e harmonia”, disse o presidente na abertura de seu pronunciamento. “Nenhum dos poderes se sobrepõe a outro. Só o povo é soberano. Não interfiro e nem permito a interferência indevida de um poder sobre outro. Em hipótese alguma nenhuma intromissão foi ou será consentida”, acrescentou.

Segundo Temer, a agenda de reformas é o resultado mais visível do respeito mútuo e do diálogo constante mantido entre o Poder Executivo e o Congresso Nacional. “Meu governo tirou do papel reformas necessárias há décadas. Sobre temas fundamentais para o crescimento justo e sustentável em nosso país”, disse. “O meu apego à independência e harmonia entre os poderes tem resultados expressivos. As reformas promovidas já colocaram o Brasil no trilho do crescimento”, acrescentou.

Para Temer, justamente quando o país saía da mais grave crise econômica de sua história e quando havia sinais claros de que as reformas teriam maioria no Congresso, “assacaram contra meu governo um conjunto de denúncias artificiais e montadas”. “O estado democrático de direito não admite que as instituições públicas e seus responsáveis cometam ilegalidades sob qualquer justificativa ou motivo. Na democracia, a arbitrariedade tem nome. Chama-se ilegalidade. O caminho que conduz da justiça aos justiceiros é o mesmo caminho trágico que conduz da democracia à ditadura. Não permitirei que o Brasil siga esse caminho”, declarou.

“O Brasil não pode esperar. O Brasil não vai parar”, concluiu o presidente.

[insertmedia id=AET0WG_u1mM]

 

Previous ArticleNext Article
Repórter do Paraná Portal
[post_explorer post_id="436765" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]