Centrais suspendem greve depois de adiamento da Reforma da Previdência

Jordana Martinez


A CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central e CSB suspenderam a greve nacional marcada para a próxima terça-feira (5), “após o cancelamento da votação da reforma da Previdência no dia 6”.

“Diante da informação que a proposta de reforma da Previdência não será votada na próxima semana,
decidimos suspender a greve marcada para 5 de dezembro”, diz a nota.

A votação da Reforma da Previdência estava prevista para a próxima quarta-feira (6), mas foi adiada para 13 de dezembro,  pouco antes do recesso parlamentar. A mudança aconteceu porque o governo não teria atingido o número  mínimo para aprovar a reforma.

“A pressão do movimento sindical foi fundamental para o cancelamento da votação”, comemoram as entidades, que mantém o “estado de greve”.

Previous ArticleNext Article
Jordana Martinez
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.