Alep aprova a prestação de contas de Beto Richa de 2016 sem restrições

Jorge de Sousa

Beto Richa - Alep - deputados - previdência

Dentro de uma sessão com 45 projetos, a Alep (Assembleia Legislativa do Paraná) aprovou sem restrições em primeiro turno a prestação de contas do governo Beto Richa em 2016, nesta segunda-feira (16).

Dos 46 deputados presentes, 29 votaram favoráveis a aprovação, enquanto nove foram contra e mais oito se abstiveram de votar.

Confira abaixo os votos dos deputados:

A FAVOR

Alexandre Amaro – Republicanos

Alexandre Curi – PSB

Anibelli Neto – MDB

Cantora Mara Lima – PSC

Cobra Repórter – PSD

Cristina Silvestri – Cidadania

Delegado Fernando Silvestri – PSL

Delegado Francischini – PSL

Delegado Jacovós – PL

Douglas Fabrício – Cidadania

Dr. Batista – PMN

Emerson Bacil – PSL

Evandro Araújo – PSC

Galo – Podemos

Gilberto Ribeiro – PP

Hussein Bakri – PSD

Jonas Guimarães – PSB

Luiz Claudio Romanelli – PSB

Marcel Micheletto – PL

Maria Victória – PP

Mauro Moraes – PSD

Michele Caputo – PSDB

Paulo Litro – PSDB

Plauto Miró – DEM

Reichembach – PSC

Soldado Fruet – PROS

Tercílio Turini – Cidadania

Tiago Amaral – PSB

Tião Medeiros – PTB

CONTRA

Arilson Chiorato – PT

Goura – PDT

Homero Marchese – PROS

Luciana Rafagnin – PT

Marcio Pacheco – PDT

Nelson Luersen – PDT

Professor Lemos – PT

Requião Filho – MDB

Tadeu Veneri – PT

ABSTENÇÕES

Boca Aberta Júnior – PROS

Coronel Lee – PSL

Do Carmo – PSL

Luiz Fernando Guerra – PSL

Mabel Canto – PSC

Rodrigo Estacho – PV

Soldado Adriano José – PV

Subtenente Everton – PSL

PROPOSTAS DO GOVERNO DO ESTADO AVANÇAM

Em sua última semana antes do recesso parlamentar, os deputados correm contra o tempo para conseguir aprovar diversas pautas, entre elas, as mudanças na previdência estadual.

A proposta que altera a Lei Estadual nº 18.372/2014 para fixar uma alíquota máxima na contribuição para uma previdência complementar teve seu texto final aprovado – com voto contrário da bancada da oposição, seguindo agora para sanção do governador Ratinho Júnior.

Já a proposta que ajusta a alíquota para custear a previdência social do Paraná recebeu uma emenda em seu texto final e por isso terá que passar por uma nova passagem pela Comissão de Redação antes de ser aprovado no plenário.

Outra pauta do governo do estado que foi aprovado pelos parlamentares foi a LOA (Lei Orçamentária Anual) para o ano de 2020.

A previsão aponta gastos de quase R$ 50 bilhões, sendo R$ 35 bilhões para o orçamento fiscal de todas as fontes, R$ 11 bilhões em Seguridade Social e quase R$ 4 bilhões em investimentos

Além disso, serão gastos 30% para Educação (R$ 10,1 bilhões) e 12% para Saúde (R$ 3,9 bilhões), além de R$ 3,7 bilhões para a Segurança Pública. O texto segue agora para sanção de Ratinho Júnior.

Previous ArticleNext Article