Política
Compartilhar

Alep aprova projetos de lei para criação de 542 cargos comissionados

Os novos comissionados, contratados sem concurso público, causarão um impacto financeiro de R$ 84 milhões ao ano.

BandNews FM Curitiba - 02 de maio de 2022, 20:02

Dálie Felberg/Alep
Dálie Felberg/Alep

Foram aprovados pelos deputados estaduais os projetos de lei que preveem a criação de 542 cargos comissionados em três órgãos públicos. A primeira votação foi em sessão ordinária e a segunda votação aconteceu logo em seguida em sessão extraordinária, convocada especialmente para este fim, nesta segunda-feira (2).

São ao todo seis propostas que alteram a administração da Assembleia Legislativa (Alep), Ministério Público (MP) e Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR). Para o MPPR, foram solicitados 261 cargos sem a exigência de concurso público. O Judiciário formalizou o pedido de 160 novas contratações.

Já para o legislativo estadual seriam mais 121 cargos, que segundo o presidente da casa, Ademar Traiano, seriam para suprir deficiência em departamentos com a procuradoria da mulher, comissões e até mesmo na defensoria pública.

Para o MPPR e TJPR, os impactos financeiros previstos com a criação dos cargos são de mais de R$ 60 milhões de reais aos cofres públicos. Na Assembleia, a estimativa é de que os novos cargos representem uma despesa de R$ 24 milhões de reais ao ano.

A dispensa da redação final foi aprovada em plenário. Aprovados, os projetos seguem agora para a sanção do governador do estado, Ratinho Junior (PSD).