Política
Compartilhar

Fim da reeleição e foro privilegiado ainda mais restrito, defende Alvaro em sabatina

O pré-candidato à Presidência da República pelo Podemos, o senador Alvaro Dias (PR), afirmou, em sabatina promovida por ..

Jordana Martinez - 07 de maio de 2018, 14:47

O pré-candidato à Presidência da República pelo Podemos, o senador Alvaro Dias (PR), afirmou, em sabatina promovida por UOL, Folha e SBT nesta segunda-feira (7), que, se eleito, tentará acabar com a possibilidade de reeleição.

"Sim . Acho que essa instituição da reeleição não deu certo. Temos de alcançar uma maturidade política para voltarmos a discutir o instituto da reeleição. Foi um mal, não deu certo. Não concordo, mudaria", disse.

Segundo o senador, o cenário mais provável para acabar com a reeleição, implementada no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), seria por meio de uma reforma política. Para tanto, Alvaro Dias explicou que instituiria uma comissão de especialistas não membros do Congresso Nacional para elaborar o projeto. Segundo ele, sem a participação direta dos políticos, não haveria um espírito corporativista. O projeto seria subscrito pelo presidente da República.

Na avaliação do pré-candidato, o atual sistema político é "um monstro" que faz os parlamentares serem reféns dele. "O sistema que temos é a fábrica dos escândalos de corrupção", disse. "Elaboramos as leis supostamente para o bem. No entanto, elaboramos mal, ou interpretamos mal ou não cumprimos a legislação", afirmou durante a sabatina.

Alvaro Dias também defendeu a reforma da Previdência, o foro privilegiado apenas para presidente da República, ministros do STF, deputados federais e senadores, e questionou o  excesso de benefícios concedidos a juízes, o que chamou de "penduricalhos".

 

Acompanhe na íntegra 

https://tv.uol/16yUF