Política
Compartilhar

AO VIVO: Nelson Teich faz pronunciamento após pedido de demissão; assista

O ministro da Saúde Nelson Teich fará um pronunciamento na tarde desta sexta-feira (15) após pedir demissão do governo J..

Redação - 15 de maio de 2020, 15:15

Alan Santos/PR
Alan Santos/PR

O ministro da Saúde Nelson Teich fará um pronunciamento na tarde desta sexta-feira (15) após pedir demissão do governo Jair Bolsonaro. A fala dele estava marcada para às 15h30, mas foi remarcada para às 16h. Você pode assistir a entrevista por aqui:

https://youtu.be/pCO79YjNZNQ

Entre as reações, os ex-ministros Sergio Moro e Luiz Henrique Mandetta já comentaram a saída de Teich. Já o ex-senador e ex-governador do Paraná, Roberto Requião, disparou contra o presidente.

NELSON TEICH FAZ PRONUNCIAMENTO APÓS PEDIR DEMISSÃO

O ministro da Saúde, Nelson Teich, pediu demissão do governo federal após divergências com o presidente Jair Bolsonaro. Vale lembrar que ele foi nomeado há 28 dias com a missão de substituir Luiz Henrique Mandetta.

O principal problema entre os dois foi o uso da cloroquina no combate ao coronavírus.

Na visão de Teich, o medicamento tem diversos efeitos colaterais e estudos provaram sua ineficácia. Já Bolsonaro insiste no remédio e cobrou uma mudança do Ministério da Saúde e defende que a cloroquina deve ser usada desde o início do diagnóstico.

Além disso, uma cena constrangedora de Teich foi protagonizada na última terça-feira (11). O ministro da Saúde estava dando entrevista coletiva sobre os dados do coronavírus e ficou surpreso ao ser informado pelos jornalistas que Bolsonaro decretou a reabertura de academias e salões de beleza.

“Saiu hoje?”, perguntou Teich aos jornalistas quando informado, aparentando descontentamento.

Vale lembrar que o ministro da Saúde declarou “alinhamento total” com Bolsonaro durante seu pronunciamento.

QUEM DEVE ASSUMIR O MINISTÉRIO DA SAÚDE?

Os nomes especulados para assumir a pasta são os médicos Nise Yamaguchi e Osmar Terra, deputado federal. Apesar disso, o partido de Terra declarou que não apoiará sua nomeação.

Já Teich, segundo ministro da Saúde demitido durante a crise do coronavírus, deve voltar à iniciativa privada. Ele é médico, especialista em oncologia, e empresário do setor.