Após polêmicas, Dallagnol apresenta diploma e comprova que estudou em Harvard

Francielly Azevedo

O procurador da República e coordenador da força tarefa da Operação Lava Jato do Ministério Público Federal (MPF), Deltan Dallagnol, apresentou um diploma e comprovou que fez mestrado na Harvard University, nos Estados Unidos. A polêmica surgiu após o governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel e a pesquisadora Joana D’Arc Félix terem sido desmascarados por afirmarem que estudaram na instituição, quando não tinham estudado.

Os dois casos levantaram uma onda de desconfiança que chegou em Deltan. Isso porque o procurador tinha em sua conta pessoal do Twitter a descrição que citava que era mestre em Harvard. “Seguidor de Jesus, Marido e Pai apaixonado, Procurador da República por Vocação (hoje coordenando o MPF na Lava Jato em Curitiba) e Mestre em Direito por Harvard”, dizia. No ano passado ele alterou a descrição, para deixar claro que a conta pertence a ele e não representa o MPF. “Procurador da República e coordenador da Lava Jato em Curitiba. Perfil de opiniões pessoais. Não falo no TT no nome do MPF”, diz. A exclusão do trecho sobre o mestrado gerou burburinhos nas redes sociais, quanto a autenticidade da informação.

A assessoria do MPF informou que Dallagnol “é sim mestre em Harvard e teve o diploma revalidado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) em maio de 2014”. O MPF enviou a cópia da revalidação assinada pelo reitor Dr. Zaki Akel Sobrinho e do diploma de mestrado emitido pela Harvard Law School.

Foto: Divulgação MPF

Post anteriorPróximo post
Avatar
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Tem passagens pela TV Educativa, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina. Atualmente trabalha no Paraná Portal e na Rádio CBN.