Após rejeitar semiaberto, Lula pede prioridade ao STF para julgamento de HC

Angelo Sfair

Lula - STF - Zanin - Gilmar Mendes - Gleisi Hoffman - Habeas Corpus

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu prioridade ao STF (Supremo Tribunal Federal) para que seja pautado o julgamento de um HC (habeas corpus) que discute a suspeição do ex-juiz Sergio Moro. Endereçado ao ministro Gilmar Mendes, o documento foi protocolado pelo advogado Cristiano Zanin Martins na noite desta segunda-feira (30).

Lula passou o dia em reunião com pelo menos oito advogados. A cúpula discutiu o pedido da força-tarefa Lava Jato para que o ex-presidente progrida ao regime semiaberto. A proposta foi rejeitada e o petista afirmou, por meio de uma carta, que não vai “barganhar” pela liberdade.

Os defensores do ex-presidente sustentam que Lula só deve deixar a cadeia após o reconhecimento de sua inocência pela Justiça. A principal aposta está no julgamento de um habeas corpus, suspenso no final do primeiro semestre.

“Diante das robustas provas a respeito da suspeição – objetiva e subjetiva – do ex-juiz Sergio Moro, dos relevantes fatos supervenientes, públicos e notórios, que reforçam esse grave vício, e, ainda, pelo fato de o Paciente estar preso injustamente há 541 dias, requerer seja o presente habeas corpus, no prudente critério de Vossa Excelência, levado a julgamento com a prioridade inerente a essa modalidade de ação constitucional”, peticionou Zanin.

Previous ArticleNext Article