Após reverter cassação, vereador renuncia ao cargo na RMC

Fernando Garcel


Para fugir da inelegibilidade um vereador de Colombo, município da Região Metropolitana de Curitiba, acusado pelo crime de estelionato, e que tinha perdido o cargo, conseguiu reverter a decisão da Justiça. Ao voltar ao plenário da Câmara nesta terça-feira, ele renunciou ao mandato.

O ex-vereador Joaquim Gonçalves de Oliveira, conhecido como Oliveira da Ambulância, foi eleito pelo PTB, e estava enfrentando o terceiro processo de cassação desde que assumiu o cargo. O primeiro processo foi em 2007, quando foi acusado de espancar o enteado de 9 anos. Depois, em 2011, foi acusado de ficar com parte dos salários dos assessores. Em ambos os casos ele foi preso, mas em seguida absolvido pelos colegas de plenário. O último processo é o resultado de uma investigação da Polícia Civil em que Oliveira da Ambulância é acusado pelo crime de estelionato.

Em entrevista à CBN Curitiba, o ex-vereador explicou os motivos da renúncia. Ele pretende disputar as próximas eleições e renunciando, se livra do processo. Oliveira da Ambulância também disse que mesmo sem gabinete, continua prestando assistencialismo social. “Eu atendo meu povo por fora e do jeito que eu posso”, disse.

Oliveira da Ambulância atacou os adversários políticos. Segundo ele, é uma espécie de conspiração por parte de quem não consegue vencer nas urnas. “Aqueles que não conseguem ganhar na rua, no voto, quer tirar quem está pra negociar a cadeira”, afirma.

Se fosse cassado, Oliveira da Ambulância não poderia concorrer pelos próximos oito anos.

Com informações de Fábio Buchmann, da CBN Curitiba

Previous ArticleNext Article