Abib Miguel sai da cadeia dando recado

Jordana Martinez


O ex-diretor-geral da Assembleia Legislativa, Abib Miguel, passou as festas de fim de ano em casa. Ele deixou o quartel da PM em Curitiba no dia 21 de dezembro, quando conseguiu habeas corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ). A notícia só foi tornada pública recentemente, com a quebra de sigilo do processo.

Ao deixar a prisão, o acusado de ser o mentor do esquema batizado de “Diários Secretos”, que desviou mais de R$ 200 milhões na Assembleia Legislativa do Paraná, teria afirmado: “lá dentro sou apenas Abib Miguel, aqui fora sou o Bibinho”.

O habbeas corpus prevê o uso de tornozeleira eletrônica, mas a Justiça o liberou do monitoramento dias depois. Ele não pode deixar a cidade de Curitiba nem entrar em contato com “os demais denunciados ou testemunhas”. Está autorizado a circular pela cidade durante o dia, mas deve voltar para casa à noite.

Por conta do recesso forense, a decisão liminiar do STJ no Habeas Corpus de Bibinho ainda sequer foi publicada, mas o advogado do ex-diretor da Assembleia, Eurolino Reis, adianta que a decisão tem como base a alegação da defesa de excesso de prazo para a prisão preventiva. “Ele está preso há dois anos e o processo não terminou ainda. A pessoa não pode ficar presa por tanto tempo sem ser julgada. A Constituição fala em prazo razoável, foi nisso que baseamos nosso pedido”, afirmou ao Paraná Portal.

Previous ArticleNext Article
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.
[post_explorer post_id="409424" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]