Assembleia aprova botão do pânico para mulheres em situação de risco

Andreza Rossini


Repórter Andressa Tavares da CBN Curitiba

A Assembleia Legislativa aprovou o projeto de lei que prevê um botão do pânico para mulheres em situação de risco ou de violência domestica.

De acordo com o projeto, com o acionamento do “botão do pânico”, a ser fornecido pelo Estado às mulheres ameaçadas de violência, um alarme é disparado em uma central, onde os equipamentos deverão ser monitorados 24 horas por dia, já que terão condições de indicar precisamente a localização da mulher em situação de perigo. Após esse acionamento, uma viatura deverá ir até o local atender a ocorrência.

O texto original, da deputada Cristina Silvestri (PPS) foi substituído por outro na Comissão de Constituição e Justiça. Mudanças foram propostas por Claudia Pereira (PSC).

“Dessa forma nós conseguimos transpor a CCJ, que foi aprovada pela CCJ, um projeto de lei que traz diretrizes, sem impor mais custos para o Estado. Acredito que o Estado vai ter um bom entendimento e só falta a parte dele que é implementar e trazer esses sistema que vai ajudar bastante na proteção das mulheres do Paraná”, afirmou.

O projeto foi aprovado em primeira e segunda discussões na Assembleia Legislativa e volta ao plenário na próxima segunda –feira (15).

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="378436" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]