Assembleia faz concurso de Redação para o Enem

Pedro Ribeiro


O Plenário da Assembleia Legislativa do Paraná se transforma, novamente, em uma sala de aula nesta quinta-feira (11). Seiscentos estudantes fazem o segundo aulão preparatório para o Enem e o 1º Concurso de Redação, em parceria com o Grupo Eureka e a Secretaria de Estado da Educação (SEED). O Concurso faz parte do projeto “Assembleia no Enem”, com o tema: “Como o cidadão pode participar de maneira efetiva das discussões e da elaboração de projetos de lei na Assembleia Legislativa do Paraná? ”.

“Pela primeira vez na história, realizamos um concurso de redação para incentivar o jovem a participar das decisões do Legislativo. Hoje, 48 mil alunos do ensino médio vão fazer a redação em 132 escolas e outros 600 aqui no plenário. Não tenho medo de inovar. Estamos cada vez mais perto da população, como deve ser”, diz o presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB).

O Concurso de Redação tem estudantes de 14 a 19 anos dos 2º, 3º e 4º anos do Ensino Médio e Técnico, dos 132 colégios públicos de Curitiba. O aulão preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) desta vez será focado em técnicas de redação e, após o aulão, os 600 estudantes produzirão os textos nos moldes exigidos na prova do Enem.

Ao todo, mais de 48 mil estudantes da rede pública estadual participarão do Concurso. A aplicação da redação aos demais alunos será realizada nos próprios colégios, também nesta quinta-feira (11), pelos professores da rede pública.

O professor Marlus Geronasso, coordenador do Grupo Eureka, disse que a redação é o “bicho papão” da prova do Enem. Cita como exemplo o ano de 2014, quando mais de 6 milhões de estudantes se inscreveram para a prova e somente 250 obtiveram a nota máxima. Já em 2015, “foram apenas 104 estudantes num universo de 5,8 milhões que escreveram seus textos”, recordou.

Geronasso disse que o Concurso em parceria com a Alep será essencial para ajudar os estudantes a desenvolverem a produção de textos. “A redação é uma prioridade e a Assembleia, nesse momento, lançando o concurso, está colaborando com a escrita de textos para o Enem. Dá um passo importantíssimo para ajudar o nosso aluno”, relatou.

O professor disse que será interessante ver mais de 600 alunos produzindo seus textos no Plenário da Alep. “Veremos o Plenário transformado em um local de prática de redação. É o Plenário transformado em sala de aula”, afirmou. “É uma ajuda muito importante, porque o estudante precisa se exercitar. Não há muitas técnicas ou fórmulas mágicas de redação. A melhor prática é a prática mesmo. Na medida que o estudante escreve, ele consegue se capacitar para fazer um texto melhor”, concluiu o professor.

Este é o segundo ano consecutivo em que a Assembleia Legislativa do Paraná e o Projeto Eureka trabalham em conjunto na preparação para o Enem e concursos vestibulares. Em 2015, 364 aulas foram transmitidas para alunos de todo o Paraná pela TV Assembleia e pelo site oficial da instituição, num período de 19 semanas. No dia 23 de junho de 2016 mais de 500 alunos participaram do primeiro aulão preparatório, realizado no Plenário da Alep.

Em Curitiba são 100 mil inscritos para as provas do Enem. No Paraná o número atinge a marca de 454 mil inscritos e no Brasil são 8,6 milhões, tornando o Enem 2016 o maior da história. As provas do Enem ocorrem nos dias 5 e 6 de novembro.

Previous ArticleNext Article
Pedro Ribeiro, jornalista editor-chefe do Paraná Portal
[post_explorer post_id="378246" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]