Política
Compartilhar

Assembleia do Paraná vota hoje a criação da bancada feminina

5 dos 54 deputados estaduais são mulheres (equivalente a 9%). O projeto ainda prevê a presença das parlamentares nas comissões.

Redação - 01 de agosto de 2022, 07:15

Sandro Nascimento/Alep
Sandro Nascimento/Alep

Os deputados votam nesta segunda-feira (1), em primeiro turno, o projeto da  criação da Bancada Feminina na Assembleia Legislativa do Paraná.

O texto altera o Regimento Interno da Casa para garantir a participação das mulheres na Mesa Diretora e ainda prevê a representatividade feminina para as comissões e para o Colégio de Líderes, órgão colegiado consultivo, que é integrado pelas lideranças partidárias.

Atualmente, o critério da seleção dos integrantes do colegiado é a proporcionalidade partidária.

5 dos 54 deputados estaduais são mulheres (equivalente a 9%). Vale lembrar, contudo, que os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontem que 52% da população do Paraná é composta por mulheres.

"Mesmo com posições e partidos diferentes, nós temos nos unidos em várias causas e projetos pelos direitos da mulher paranaense. Mas esse é um projeto muito significativo, que visa justamente dar voz para as parlamentares na Assembleia", disse a deputada Mabel Canto (PSC) em entrevista à rádio BandNews FM Curitiba

"Queremos a participação da mulher nas demais comissões e que também possa presidir. Por isso é importante ter uma representação maior nesses espaços de decisão e poder da Assembleia Legislativa", pontuou a deputada estadual Luciana Rafgnin (PT).