Augusto Aras está com covid-19 e se torna o sexto infectado após posse de Fux no STF

Redação

aras fux stf posse covid

O procurador-geral da República, Augusto Aras, foi diagnosticado com o novo coronavírus nesta quinta-feira (17), conforme nota da PGR (Procuradoria-Geral da República). Com isso, ele é a sexta pessoa que esteve na posse do ministro Luiz Fux como presidente do STF (Supremo Tribunal Federal).

Ontem o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, também testou positivo. Antes, Fux também foi infectado. Contudo, a assessoria disse que a suspeita da contaminação foi em um almoço de família no sábado.

Além destes, os ministros Luís Felipe Salomão e Antonio Saldanha Palheiro, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), também testaram positivo para a doença.

A presidente do TST (Tribunal Superior do Trabalho), ministra Maria Cristina Peduzzi, foi hospitalizada após apresentar sintomas de covid-19 e aguarda pelo resultado do exame.

Também estiveram presentes o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), que já tiveram covid-19. O presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Felipe Santa Cruz, também esteve na cerimômia.

Os outros participantes da solenidade foram os amigos e familiares de Fux e da ministra Rosa Weber, vice-presidente do STF, além dos demais ministros da Corte.

EM NOTA, STF RESSALTA QUE MEDIDAS SANITÁRIAS FORAM RESPEITADAS

O STF emitiu uma nota na qual destaca que todos os protocolos e procedimentos recomendados pelo Ministério da Saúde e OMS (Organização Mundial da Saúde), como uso de máscara, foram adotados na cerimônia de posse do ministro Luiz Fux.

“Vale lembrar que somente 20 por cento dos assentos do Plenário da Corte foram ocupados. Houve obrigatoriedade do uso de máscaras; todos os presentes foram submetidos à medição de temperatura corporal; dezenas de totens com álcool-gel foram alocados em pontos estratégicos do Tribunal; além de outras providências, como plantão médico e UTI móvel, foram tomadas”, diz trecho do comunicado.

Além disso, a Corte afirma que está em constante contato com todos os presentes na solenidade para tirar eventuais dúvidas.

“O Supremo Tribunal Federal está em contato com os convidados que estiveram presentes à solenidade para alertá-los sobre a importância de buscarem serviço médico, caso tenham se exposto de alguma forma também em outros eventos fora do STF. A Secretaria de Serviços Integrados de Saúde (SIS) do Tribunal também está atenta e à disposição dos servidores para orientá-los sobre eventual realização de testes e procedimentos a serem adotados em casos positivos”, finaliza.

Previous ArticleNext Article