Beto Richa afirma que não vai se afastar do cargo para concorrer ao Senado

Roger Pereira


Com Ana Flavia Silva / BandNews FM Curitiba

O governador Beto Richa, do PSDB, diz que não vai se afastar do cargo para concorrer ao senado neste ano. Em entrevista durante a inauguração do restaurante popular do Capanema, o tucano destacou que está em seu melhor momento à frente do governo do Estado e garantiu que deve permanecer na função até o fim do mandato, apesar das especulações sobre uma possível candidatura ao senado.

“A tendência é ficar até o final do mandato, pois acho que esse é o melhor caminho hoje, diante dos números que o Paraná apresenta. Os números que nós temos são reconhecidos no Brasil inteiro. Todos reconhecem a boa situação fiscal do Paraná e o equilíbrio das nossas contas públicas”, declarou o governador, sem entrar em detalhes.

A posição do governador pode influenciar diretamente o quadro sucessório no Paraná. Pré-candidata ao governo a vice-governadora Cida Borghetti (PP) conta com a desincompatibilização de Beto Richa seis meses antes da eleição para, no exercício do governo do estado ter poder e visibilidade para viabilizar sua candidatura.

Através de sua assessoria de imprensa, Cida afirmou que a desincompatibilização ou não é uma decisão pessoal do governador e que, a ela, só cabe respeitar. No entanto, tal decisão não muda sua definição pela disputa do governo nem sua estratégia de construção de candidatura. Segundo a assessoria, Cida é candidata em qualquer cenário.

Se, num primeiro momento, a decisão de Richa é prejudicial a Cida, no futuro, caso ela vença a eleição, pode ser vantajosa. Se substituir Beto Richa em abril (seis meses antes da eleição de outubro) Cida Borghetti disputará o governo como candidata à reeleição, tendo direito a disputar só mais um mandato. Caso não substitua, ela poderia ser eleita para um primeiro mandato, tendo direito a pleitear a reeleição em 2022 (se a reforma política não acabar com a reeleição até lá).

Apesar de ter causado bastante discussão nos bastidores políticos, a declaração de Richa foi vista com ressalvas por aliados e adversários, que lembraram que, em 2008, ao disputar a reeleição para a prefeitura de Curitiba, Beto chegou a registrar em cartório seu plano de governo com o compromisso de seguir na prefeitura até o fim do mandato, mas, em 2010, renunciou para disputar o governo do estado.

Previous ArticleNext Article
Repórter do Paraná Portal
[post_explorer post_id="477456" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]