Bolsonaro assegura construção de nova ponte entre Brasil e Paraguai

Lucian Pichetti - CBN Curitiba

O presidente Jair Bolsonaro participou, nesta terça-feira (26), da solenidade de posse do novo diretor-geral brasileiro da Itaipu, Joaquim Silva e Luna, em Foz do Iguaçu. Estiveram presentes também o governador em exercício Darci Piana e o presidente do Paraguai, Mário Abdo Benítez.

Bolsonaro se comprometeu com a construção da nova ponte, que vai ligar o Brasil ao país vizinho.

“A segunda ponte sobre o Paraná, bem como sobre o Rio Paraguai, é de fundamental importância para nossos povos. Conte com o apoio do nosso governo para concretizarmos esse objetivo”, declarou o presidente.

A construção da nova ponte foi autorizada em dezembro de 2018, e a proposta é que ela seja bancada pela Itaipu Binacional. O valor previsto da obra é de R$ 302,5 milhões e não há data para o início.


Atualmente, a Ponte Internacional da Amizade, entre Foz do Iguaçu e Ciudad del Este, é a principal ligação entre os dois países.

Segundo Bolsonaro, o encontro com o presidente paraguaio foi um “aquecimento” para uma reunião que os dois terão no dia 11 de março, em Brasília.

O presidente reforçou ainda que a parceria entre Brasil e Paraguai, pelo Paraná, possibilitará a construção da nova ponte, novos eixos comerciais e que a nova direção da Itaipu está compromissada com o desenvolvimento econômico do país.

“Esse simbolismo, para nós, é de extrema importância. Afinal de contas, o país que não tem energia está fadado ao insucesso. Devemos buscar outras fontes de energia, bem como preservar e bem administrar as que temos no momento. Com a diretoria do nosso lado, que passa a ter a frente o nosso General, ex-ministro da Defesa, está con essa missão. Nós temos toda a confiança que ele aperfeiçoará muita coisa aqui”, completou Bolsonaro.

O presidente falou também, no evento, da reforma da Previdência. Bolsonaro afirmou que vai contar com o “patriotismo” do Congresso Nacional para aprovar as mudanças. Caso contrário, segundo ele, “o Brasil é um país fadado ao insucesso”

A proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência Social foi entregue no dia 20 pelo governo federal ao Congresso Nacional.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook