Política
Compartilhar

Bolsonaro critica legalização do aborto na Argentina: vidas ceifadas no ventre

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou as redes sociais, nesta quarta-feira (30), para criticar a legalização do..

Redação - 30 de dezembro de 2020, 19:03

Isac Nóbrega/PR
Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou as redes sociais, nesta quarta-feira (30), para criticar a legalização do aborto na Argentina.

Nesta madrugada, por 38 votos a 29, o Senado argentino acatou a proposta do governo do presidente Alberto Fernández para permitir a interrupção da gravidez até a 14ª semana de gestação.

"Lamento profundamente pelas vidas das crianças argentinas, agora sujeitas a serem ceifadas no ventre de suas mães com anuência do Estado", escreveu o presidente do Brasil.

Bolsonaro afirmou que, no que depender dele, discussões sobre a descriminalização do aborto no Brasil não prosperarão.

"Lutaremos sempre para proteger a vida dos inocentes", concluiu.

https://twitter.com/jairbolsonaro/status/1344399543308312576

Após a aprovação do projeto pelo Senado, o presidente argentino, Alberto Fernández, disse que a lei amplia os direitos das mulheres.

"O aborto seguro, legal e livre é lei. Hoje somos uma sociedade melhor que amplia os direitos das mulheres e garante a saúde pública".

Na América Latina, a interrupção da gravidez por vontade da mulher é permitido no Uruguai, em Cuba, e em algumas regiões do México.