Bolsonaro rebate críticas após ataque a repórter: “democracia nunca esteve tão forte”

Redação

bolsonaro jornalista folha

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) rebateu as críticas que recebeu nos últimos dois dias após insultar a repórter Patrícia Campos Mello, da Folha de S. Paulo. Na manhã de terça-feira (18), Bolsonaro declarou: “Ela queria um furo. Ela queria dar o furo a qualquer preço contra mim”, referindo-se à jornalista por causa da CPI das Fake News.

No processo, a jornalista foi mencionada no depoimento Hans River. O ex-funcionário da empresa, acusada de ter disparado mensagens em massa pelo WhatsApp durante as eleições de 2018, disse que a repórter ofereceu sexo em troca de informações.

“A democracia nunca esteve tão forte”, escreveu ele em seu Twitter após ver possibilidades de impeachment surgir pela suposta quebra de decoro (tomar uma atitude incompatível com sua função).

REPERCUSSÃO DA FALA DE BOLSONARO

A declaração de Jair Bolsonaro sobre a repórter Patrícia Campos Mello teve uma enorme repercussão. Em nota, a Folha de S. Paulo disse que a postura do presidente ataca todo o jornalismo profissional.

“Vilipendia também a dignidade, a honra e o decoro que a lei exige do exercício da Presidência”, completa o texto publicado.

Por fim, atrizes e cantoras, como Cláudia Abreu, Fernanda Lima, Julia Lemmertz, Zélia Duncan e Alinne Moraes, gravaram um vídeo para o 342artes, criado por Paula Lavigne, condenado a atitude.

Previous ArticleNext Article