Política
Compartilhar

Bolsonaro repete que "só Deus" é capaz de tirá-lo do cargo de presidente

Em Curitiba para participar da Marcha para Jesus, o presidente Jair Bolsonaro fez um discurso para a base de eleitores.

Redação - 21 de maio de 2022, 14:25

Foto: Franklin de Freitas/Folhapress)
Foto: Franklin de Freitas/Folhapress)

O presidente Jair Bolsonaro participou da Marcha para Jesus, em Curitiba, na manhã deste sábado (21) e voltou a repetir que apenas Deus é capaz de tirá-lo do cargo de presidente da República.

"O Brasil é uma referência para o globo todo. É um país que tem vocação para o futuro sem se descuidar do presente. Nós juntos, com fé, atingiremos os nossos objetivos. É uma missão que eu tenho e só Deus me tira daquela cadeira", disse Bolsonaro em cima de um trio elétrico.

"Somos democratas e respeitamos a nossa Constituição. É um dever meu, como chefe do Executivo, fazer com que todo aquele que esteja fora das quatro linhas da Constituição, venha para dentro da mesma", completou ele.

O discurso tem sido recorrente, desde o ano passado, nas falas do presidente para a base eleitoral. 

Segundo informações da BandNews FM Curitiba, Bolsonaro se reuniu com cerca de 50 políticos do Paraná no início da manhã. Em seguida, falou a pouco mais de 500 líderes religiosos, em evento fechado, no palco do Teatro Guaíra.

Por volta das 10 horas da manhã, o presidente seguiu no trio elétrico da Marcha para Jesus. 

Na noite de ontem, Bolsonaro foi jantar em uma pizzaria ao lado do governador Ratinho Junior (PSD), que declarou apoio à campanha de reeleição do presidente. 

BOLSONARO PARTICIPA DA MARCHA PARA JESUS EM CURITIBA

O evento voltou a acontecer após dois anos por conta da pandemia.

A concentração na Praça Santos Andrade, no Centro, teve início por volta das 9h. A partir disso, os fiéis foram a pé até a Praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico.

A expectativa é que a Marcha para Jesus reúna cerca de 40 mil pessoas em Curitiba. Os fiéis acompanham shows de música gospel, orações e projetos sociais até às 16h.

Eles passaram pela Rua Marechal Deodoro, seguindo pela Avenida Marechal Floriano, Praça Tiradentes, Barão do Serro Azul e Avenida Cândido de Abreu, até a chegada em frente do Palácio Iguaçu.

Além de várias ruas da região central terem sido bloqueadas para a marcha, diversas linhas de ônibus, inclusive a Linha Turismo, terão alteração no itinerário - confira as mudanças aqui