Bolsonaro liga e pede desculpas à empresária do Paraná por impotência diante decreto

Vinicius Cordeiro


Bolsonaro fez videochamada com empresária de Curitiba. (Divulgação)

O presidente Jair Bolsonaro fez uma videochamada com a empresária Elisa Ruppenthal, de Curitiba, na qual pede desculpas por sua “impotência” em relação ao decreto da quarentena do governo do Paraná. Na ligação, ele afirmou que não pode chutar o “pau da barraca” pois a cadeira da Presidência está em jogo.

A conversa aconteceu nesta quinta-feira (9) após um vídeo de Elisa viralizar no Facebook. No registro, ela mostrou revolta após ser alvo de uma fiscalização da prefeitura e afirma que a cena foi digna de uma ditadura.

“Estou ligando, constrangido, que eu queria ter direito para fazer as leis diante da pandemia. Mas não tenho esse poder, não. Eu não vou ser o primeiro a chutar o pau da barraca porque o que está em jogo é minha cadeira. É a velha política e eu não posso sair na frente partindo para uma ruptura”, disse Bolsonaro.

Vale lembrar que a competência para definir medidas de enfrentamento à covid-19 foi dada aos Estados e municípios pelo STF (Supremo Tribunal Federal). No Paraná, o decreto impôs o fechamento do comércio, shoppings, bares, academias e salões de beleza até a próxima terça-feira (14).

“Eu espero que a gente resolva essa situação tua e de todo mundo no Brasil para que a gente volte à normalidade o mais rapidamente possível. Estou te ligando para dizer que sou solidário e te pedir desculpas pela minha impotência”, completou.

Veja o vídeo, obtido pelo Jornal da Mercosul, com um trecho da conversa entre Bolsonaro e Elisa:

Sobre a conversa com Bolsonaro, a empresária se disse honrada por ter tido interesse e atenção do presidente em meio a grande repercussão do desabafo.

“Esse vídeo fala uma verdade e representa muito o que empresários brasileiros estão sofrendo”, disse.

DECRETOS DO PARANÁ SÃO FALHOS, DIZ EMPRESÁRIA

Elisa Ruppenthal é empresária do ramo de calçados há quase 20 anos em Curitiba e teve de fechar uma das quatro unidades por causa da covid-19. Na visão dela, os decretos estaduais e municipais contém regras que confundem a população durante a pandemia.

“Eu acredito que a quarentena não tá sendo cumprida porque os decretos vem muito falhos. Deveriam ser mais específicos, com regras mais claras e maior orientação”, disse ela ao Paraná Portal.

Nesse contexto, ela ainda revela a insatisfação dos pequenos empresários em relação a estabelecimentos maiores que conseguiram autorização para abrir as portas. Em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, uma unidade da Havan obteve liminar judicial para permanecer aberta durante o decreto.

“Não temos problemas em seguir regras e ajudar o governo para a situação da pandemia ser amenizada e resolvida. Por que alguns podem e outros não? Grandes lojistas podem trabalhar. Isso criou o sentimento de indignação no meio empresarial, a lei não está sendo para todos”, completa.

Por fim, ela ainda revelou que ficou satisfeita em ver que a prefeitura de Curitiba, após o incidente dos fiscais em sua loja, publicou um novo decreto nesta sexta-feira (10) que autoriza o e-commerce e televendas.

“É uma vitória, mas a gente precisa de mais. Realmente precisamos de ajuda”, conta ela.

PREFEITO RESPONDEU VÍDEO QUE GEROU LIGAÇÃO DE BOLSONARO

O prefeito de Curitiba, Rafael Greca, respondeu diversos comentários no vídeo feito por Elisa Ruppenthal. Segundo ele, a fiscalização feita na loja de calçados da empresária foi averiguada e os fiscais relataram que o estabelecimento estava aberto e funcionando normalmente. Apesar disso, a ação de fiscalização nem notificou a empresária na ação.

“Guarde sua revolta contra o vírus que mata. Está pesado mas vai passar. Mais rápido se mais gente cooperar”, rebateu Greca.

A prefeitura de Curitiba vem repetidamente orientando à população para seguir as regras definidas pelo governo estadual e que as atividades não essenciais devem ser suspensas no período determinado para que haja um controle nos casos da pandemia.

Veja o vídeo no Facebook, gravado por Elisa, que resultou na ligação do presidente Jair Bolsonaro.

Indignação

Publicado por Compreaki Calçados Confecções e Esportes em Quarta-feira, 8 de julho de 2020

Previous ArticleNext Article