Política
Compartilhar

Bolsonaro anda de helicóptero e cavalo em mais um ato contra STF e Congresso

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou de mais uma manifestação que tinha faixas contra o STF (Supremo Tri..

Redação - 31 de maio de 2020, 15:22

BRASÍLIA, DF, 31.05.2020: MANIFESTAÇÃO-BOLSONARO-DF - O presidente Jair Bolsonaro cumprimenta apoiadores na frente do Palácio do Planalto e depois dá uma volta em um cavalo da PM durante uma manifestação em apoio ao governo. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
BRASÍLIA, DF, 31.05.2020: MANIFESTAÇÃO-BOLSONARO-DF - O presidente Jair Bolsonaro cumprimenta apoiadores na frente do Palácio do Planalto e depois dá uma volta em um cavalo da PM durante uma manifestação em apoio ao governo. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) participou de mais uma manifestação que tinha faixas contra o STF (Supremo Tribunal Federal) e Congresso Nacional, além de pedidos por intervenção militar. Ao descer do helicóptero, Bolsonaro não usava máscara e cumprimentou diversos manifestantes. Em seguida, subiu em um cavalo e cavalgou para acenar a todos.

Bolsonaro chegou a Esplanada dos Ministérios por volta das 12h. Vale lembrar que, ontem, o presidente viajou para Goiás, onde participou de um churrasco com o cantor Amado Batista. Além disso, ele também causou aglomeração em uma lanchonete.

Uma das faixas do ato pró-Bolsonaro deste domingo dizia "Marcha da Família com Deus pela Liberdade", remetendo-se às manifestações de 1964 que também pediam o golpe militar - que viria interromper o então governo de João Goulart.

Além disso, os manifestantes também seguiram incisivos contra o STF, principalmente rebatendo a divulgação do vídeo da reunião interministerial do dia 22 de abril, o inquérito das Fake News e a solicitação enviada para a PGR (Procuradoria-Geral da República) se manifestar sobre a apreensão do celular de Bolsonaro.

Assim como de praxe, os filhos do presidente acompanharam a manifestação. Entre os aliados, o destaque foi a ausência da deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP).

Bolsonaro anda de cavalo durante ato. (Pedro Ladeira/Folhapress)

MINISTRO-CHEFE DA SECRETARIA DO GOVERNO DEFENDE BOLSONARO

Mais cedo, o general e ministro-chefe da Secretaria do Governo da Presidência da República, Luiz Eduardo Ramos, defendeu o presidente Jair Bolsonaro. O ministro se diz orgulho por integrar a atual administração e que o presidente é atacado injustamente.

"Tenho orgulho de estar trabalhando no governo Bolsonaro. Sou seu amigo pessoal há mais de quarenta anos e sei dos ataques injustos que ele sofre de todos os espectros políticos. Assim como ele, respeito as instituições e os valores democráticos do país. Estamos juntos, Presidente!”, publicou Luiz Ramos em seu Twitter.