Política
Compartilhar

Bolsonaro exonera ministro de Minas e Energia após alta no diesel; Adolfo Sachsida assume

A troca no comando da pasta ocorre dias após a Petrobras anunciar um novo reajuste no preço do diesel, no início da semana.

Redação - 11 de maio de 2022, 08:23

Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Reprodução/Twitter

O presidente Jair Bolsonaro (PL) exonerou o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. Para seu lugar, Bolsonaro nomeou Adolfo Sachsida. A movimentação consta no Diário Oficial da União desta quarta-feira (11).

A troca no comando da pasta ocorre dias após a Petrobras anunciar um novo reajuste no preço do diesel.

A estatal reajustou em 8,87% o valor do combustível para as distribuidoras. Com isso, o preço do litro do diesel no atacado passou de R$ 4,51 para R$ 4,91, com um aumento de R$ 0,40. A medida passou a valer ontem (10).

A exoneração de Bento Albuquerque teria sido feita "a pedido", conforme indica o DOU. Albuquerque comandava o Ministério de Minas e Energia desde janeiro de 2019, quando foi nomeado por Bolsonaro.

Foto: Reprodução/Diário Oficial da União.

Novo ministro do governo Bolsonaro, Sachsida era um dos principais auxiliares do ministro da Economia, Paulo Guedes, atua em discussões econômicas desde a equipe de transição.

"Agradeço ao presidente Bolsonaro pela confiança, ao ministro Guedes pelo apoio e ao ministro Bento pelo trabalho em prol do país. Com muito trabalho e dedicação espero estar a altura desse que é o maior desafio profissional de minha carreira", afirmou Sashsida em suas redes sociais.