Política
Compartilhar

Bolsonaro provoca presidente da CPI com post sobre projeto contra remédio sem comprovação

No dia em que a CPI da Covid se reúne para ouvir a secretária de Gestão do Trabalho e na Educação na Saúde, Mayra Pinhei..

Ricardo Della Coletta - Folhapress - 25 de maio de 2021, 12:40

Senado Federal
Senado Federal

No dia em que a CPI da Covid se reúne para ouvir a secretária de Gestão do Trabalho e na Educação na Saúde, Mayra Pinheiro, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) publicou uma provocação contra o presidente do colegiado, senador Omar Aziz (PSD-AM).

Defensor do uso da cloroquina, Bolsonaro compartilhou em suas redes uma imagem de um projeto de lei, apresentado por Aziz, que criminaliza a prescrição de remédios sem comprovação científica.

"Médicos podem ser punidos com até três anos de detenção caso receitem qualquer remédio sem comprovação científica para aquela doença", escreveu Bolsonaro. "Deixe o seu comentário".

https://twitter.com/jairbolsonaro/status/1397206344348876805?s=20

Desde o início da pandemia Bolsonaro passou a divulgar a cloroquina e a hidroxicloroquina para o tratamento contra a Covid, mesmo sem estudos que atestem a eficácia dessas substâncias. Além do mais, especialistas alertaram que elas podem estar associadas a efeitos colaterais graves.

O patrocínio do governo federal à cloroquina e a outras substâncias do chamado "tratamento precoce" -questionado por médicos- é um dos focos de investigação da comissão.

Bolsonaro tem defendido esses remédios argumentando que os profissionais médicos são livres para prescrever os medicamentos que julguem mais adequadas para seus pacientes.