Bolsonaro provoca presidente da CPI com post sobre projeto contra remédio sem comprovação

Ricardo Della Coletta - Folhapress

Omar Aziz é provocado por bolsonaro

No dia em que a CPI da Covid se reúne para ouvir a secretária de Gestão do Trabalho e na Educação na Saúde, Mayra Pinheiro, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) publicou uma provocação contra o presidente do colegiado, senador Omar Aziz (PSD-AM).

Defensor do uso da cloroquina, Bolsonaro compartilhou em suas redes uma imagem de um projeto de lei, apresentado por Aziz, que criminaliza a prescrição de remédios sem comprovação científica.

“Médicos podem ser punidos com até três anos de detenção caso receitem qualquer remédio sem comprovação científica para aquela doença”, escreveu Bolsonaro. “Deixe o seu comentário”.

Desde o início da pandemia Bolsonaro passou a divulgar a cloroquina e a hidroxicloroquina para o tratamento contra a Covid, mesmo sem estudos que atestem a eficácia dessas substâncias. Além do mais, especialistas alertaram que elas podem estar associadas a efeitos colaterais graves.

O patrocínio do governo federal à cloroquina e a outras substâncias do chamado “tratamento precoce” -questionado por médicos- é um dos focos de investigação da comissão.

Bolsonaro tem defendido esses remédios argumentando que os profissionais médicos são livres para prescrever os medicamentos que julguem mais adequadas para seus pacientes.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="766104" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]