Bolsonaro reforça Moro em batalha contra Ciro Gomes: “não somos psiquiatras”

Redação

jair bolsonaro, sae, secretaria de assuntos estratégicos, ministério, bruno grossi, ministério da economia, governo federal

Na manhã desta segunda-feira (2), o presidente Jair Bolsonaro parabenizou Sérgio Moro no Twitter e disse que o Governo não é psiquiatra. A afirmação aconteceu depois que o Ministro da Justiça e Segurança Pública do Brasil respondeu uma provocação de Ciro Gomes na rede social: “Aprende, Bolsonaro e seu capanga Moro: no Ceará está o seu pior pesadelo. Generais, aqui manda a lei!”.

BOLSONARO RESPONDE ATAQUE DE CIRO GOMES

Durante a madrugada, o ex-deputado Ciro Gomes escreveu que uma mensagem no Twitter atacando tanto Moro como o presidente Bolsonaro. Com a resposta no início da manhã, a publicação causou alvoroço nas redes sociais e muita discussão.

MORO CELEBRA FIM DO MOTIM DOS PM’S NO CEARÁ 

Em mensagem publicada no Twitter, Moro afirmou que “o governo federal esteve presente, desde o início, e fez tudo o que era possível dentro dos limites legais e do respeito à autonomia do estado”. Em seguida, Moro disse que prevaleceu o bom senso, sem radicalismos. Por fim, agradeceu.

A greve dos PM’s, que resultou no aumento da criminalidade no Ceará, terminou neste domingo (1), após 12 dias. Representantes do Governo e dos amotinados entraram em acordo, que não prevê anistia, porém, sanções mais brandas aos militares que participaram do movimento.

Segundo o governo, não há abrandamento das penas aos amotinados. Além disso, ficou acertada a garantia de que o governo investirá R$ 495 milhões com salários de policiais até 2022.

Previous ArticleNext Article