Política
Compartilhar

Brasil irá virar uma “republiqueta de banana”, afirma Gleisi

A senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, repercutiu a decisão do Supremo Tribunal F..

Francielly Azevedo - 05 de abril de 2018, 16:23

Foto: Alessandro Dantas
Foto: Alessandro Dantas

A senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, repercutiu a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) em negar o habeas corpus da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Após se reunir com Lula e aliados, em São Paulo, Gleisi afirmou que a prisão do ex-presidente, se for realmente executada, será uma “violência”.

"A prisão de um homem inocente. Foi retirado um direito elementar que está previsto em nossa Constituição que é a presunção de inocência. Isso é uma violência e está sendo entendido pelo mundo como uma violência", afirmou a senadora.

De acordo com Gleisi, a prisão será uma injustiça e marcará negativamente a imagem do Brasil com o exterior. Para ela, se Lula for preso, seremos conhecidos como uma “republiqueta de banana”.

A presidente nacional do PT ainda afirmou que os ministros que votaram por negar o habeas corpus de Lula impediram que o Supremo cumprisse o papel de “guardião da Constituição”.

Segundo a senadora, a pré-candidatura de Lula está mantida independente da decisão do STF. Reunidos com Lula, a cúpula do PT articula com as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo uma vigília permanente em frente ao prédio onde o petista mora, em São Bernardo do Campo.