Bruno Covas, prefeito de São Paulo, morre em decorrência de câncer aos 41 anos

Redação

Bruno Covas, prefeito de São Paulo, morre em decorrência de câncer aos 41 anos

Bruno Covas, prefeito de São Paulo (PSDB-SP), morreu neste domingo (16) aos 41 anos em decorrência de um câncer. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês desde o dia 2 de maio.

O parlamentar travava uma batalha contra um câncer agressivo, que surgiu entre o esôfago e estômago, desde outubro de 2019. O tumor regrediu em 2020, mas em fevereiro deste ano novos pontos surgiram no fígado.

Em abril, os médicos identificaram câncer nos ossos de Bruno Covas. No início de maio, ele foi internado e levado à UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Após uma breve melhora, ele deixou a unidade e  recebeu familiares e aliados políticos.

Porém, o estado clínico do prefeito de São Paulo se agravou no dia 14 de maio. Neste dia, o boletim médico informava que o quadro era irreversível. A morte foi confirmada neste domingo, às 8h20.

Em 2 de maio, o Bruno Covas decidiu se licenciar por 30 dias do comando da Prefeitura de São Paulo. Durante este período, o vice-prefeito, Ricardo Nunes (MDB), chefiou o Executivo.

O prefeito de São Paulo era divorciado e deixa um filho, Tómas, de 15 anos. Corpo de Covas será velado na prefeitura e passará em carro aberto pelo centro de SP.

REPERCURSÃO DA MORTE DE BRUNO COVAS

O PSDB, partido que Bruno Covas fazia parte, lamentou a morte precoce do parlamentar.

“Deixa conosco o exemplo do trabalho pelo bem comum, do esforço para transformar e melhorar, da defesa inequívoca da democracia, da liberdade e do respeito. Deixa também a certeza de que “é possível fazer política sem ódio, fazer política falando a verdade”. Confira abaixo!

João Doria, governador de São Paulo, agradeceu ao parlamentar pela sua trajetória e dedicação. Veja!

O ex-presidente Michel Temer também lamentou a morte prematura:

Guilherme Boulos, que concorreu à Prefeitura de São Paulo com Covas nas eleições de 2020, também emitiu uma nota de pesar.

O governador do Paraná Ratinho Junior manifestou pesar pela morte do prefeito. “Nossas condolências à família, amigos e à população paulistana. Os nossos corações e orações estão juntos neste momento de profunda dor e tristeza. Que a fé que sempre guiou a família Covas os ampare e dê forças para enfrentar este momento tão difícil”, disse.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="764370" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]