câmara de apucarana
Compartilhar

Moro marca novo depoimento de Lula como réu na Lava Jato para setembro

O juiz federal Sérgio Moro marcou para às 14 horas do dia 13 de setembro o depoimento do ex-presidente Lula, como réu no..

Andreza Rossini - 20 de julho de 2017, 11:07

O juiz federal Sérgio Moro marcou para às 14 horas do dia 13 de setembro o depoimento do ex-presidente Lula, como réu no processo em que é acusado de receber propina da Odebrecht, na Lava Jato.

ANÚNCIO

O juiz deve ouvir todos os oito réus deste processo: Lula,  o advogado Roberto Teixeira, o empresário Marcelo Odebrecht, o ex-ministro Antonio Palocci e seu ex-assessor Branislav Kontic, os empresários Paulo Ricardo, Dermeval de Souza e o engenheiro Glaucos da Costamarques.

A ex-primeira-dama Marisa Letícia também estava entre os réus, mas morreu no dia 3 de fevereiro.

Depois dos depoimentos o juiz recebe as alegações finais do Ministério Publico Federal (MPF) e das defesas e decide se condena ou absolve os réus. Não há prazo para a decisão.

Moro não definiu se o depoimento será presencial ou por videoconferência e pediu a posição da defesa do ex-presidente. "Considerando o havido no interrogatório de Luiz Inácio Lula da Silva na ação penal 5046512-94.2016.4.04.7000, que acabou envolvendo gastos necessários, mas indesejáveis de recursos públicos com medidas de segurança, diga a Defesa respectiva, em cinco dias, se tem objeções à realização de novo interrogatório do acusado em questão por videoconferência com a Justiça Federal de São Paulo", despachou.

A primeira audiência entre Lula e Moro aconteceu no dia 10 de maio, durou cerca de cinco horas e teve um esquema de segurança montado pela Polícia Militar. Os movimentos de manifestantes pró e contra Lula foram separados na cidade, para evitar confrontos.

Saiba como foi o primeiro depoimento prestado na capital, no processo sobre o triplex do Guarujá.

Depoimentos dos outros réus

O ex-presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht será ouvido por Moro no dia 04 do mesmo mês, às 14 horas, assim como Dermeval e Paulo Ricardo.

No dia 06, é vez de Palocci, Roberto Teixeira e Costamarques prestarem depoimento ao juiz, também às 14 horas. No dia 13, além de Lula também será ouvido Branislav Kontic.

No despacho, Moro determinou que também sejam aproveitados os depoimentos de Lula, Palocci, Branislav e Odebrecht de outros processos na Operação.

A denúncia  

Nesta ação penal é investigada a compra de um terreno, pela Odebrecht, que seria destinado à construção de uma nova sede para o Instituto Lula. Os procuradores também incluem na denúncia a compra de um apartamento vizinho ao local onde o petista mora, em São Bernardo do Campo (SP).

Condenação

O ex-presidente foi condenado a 9 anos e seis meses de prisão por crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, por receber propina da OAS por meio de um triplex no Guarujá. Ele só será preso se o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre, confirmar a sentença de Moro.