Câmara de Foz afasta vereadora que apresentou atestado falso para ir ao Rock in Rio

Francielly Azevedo

A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, aprovou nesta terça-feira (19), por 14 votos a um o projeto de resolução, de autoria do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, que suspende por 30 dias o mandato da vereadora Nanci Rafagnin Andreola. Conforme entendimento, a parlamentar cometeu quebra de decoro parlamentar ao apresentar um atestado médico falso para viajar ao Rock in Rio, no Rio de Janeiro, em setembro do ano passado.

A suspensão passa a valer a partir da próxima sessão ordinária. Durante esses 30 dias a vereadora não irá receber o salário parlamentar.

Câmara aprova investigação contra vereadora que apresentou atestado e viajou ao Rock in Rio
> Vereadora é investigada por viajar ao Rock in Rio um dia depois de apresentar atestado médico

O atestado emitido por um Hospital da Região Metropolitana de Curitiba foi apresentado no dia 21 de setembro do ano passado, dia de sessão, e no dia 22 ela publicou uma foto com a família e amigos no Rock in Rio. A denúncia foi apresentada por uma moradora da cidade, que fez um pedido de providência em relação ao caso ao Ministério Público. Na semana seguinte uma outra moradora protocolou na Câmara uma representação por quebra de decoro parlamentar.


O Conselho de Ética da Câmara procurou o profissional ao qual é atribuída a assinatura no atestado médico e o mesmo declarou que não reconhece o documento, a assinatura e que não atendeu a parlamentar na época.

Durante a discussão, o advogado da parlamentar, Gustavo Bonini Guedes, usou a tribuna para ressaltar que a defesa iria acatar a decisão tomada pelo Conselho de Ética.  “A defesa sempre trabalhou pela improcedência por conta da devolução do dinheiro da sessão. Mas não vamos pontuar isso. Estamos aqui para concordar com essa decisão. O conselho de ética atuou bem, ouviu testemunhas, colheu provas e fez uma decisão correta ”, disse.

O caso também é investigado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR), que denunciou Nanci por falsificação de documento particular e uso de documento falso. Além disso, o MP-PR solicitou à Câmara outros atestados apresentados pela vereadora ou assinados pelo mesmo médico.

Post anteriorPróximo post
Jornalista, formada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Repórter do Paraná Portal e Rádio CBN. Tem passagens pela TV éParaná, TV Assembleia, TV Transamérica, CATVE, Rádio Iguassu e Folha de Londrina.
Comentários de Facebook