Após redução do Diesel, Câmara rejeita convocar presidente da Urbs para explicar tarifa de ônibus

Francielly Azevedo - CBN Curitiba

A Câmara Municipal de Curitiba, por meio de votação simbólica, derrubou o requerimento de vereadores da oposição e independentes que convocava o presidente da Urbs (Urbanização de Curitiba), Ogeny Pedro Maia Neto, para que ele prestasse esclarecimentos sobre a não redução do valor da tarifa do transporte coletivo de Curitiba, mesmo após a diminuição de R$ 0,46 no preço do diesel, depois da greve nacional dos caminhoneiros.

No último dia 4 de junho, a Câmara Municipal sugeriu á Prefeitura de Curitiba baixar o valor da passagem de ônibus depois da retirada de dois impostos sobre o óleo diesel – o PIS-Cofins e a Cide. A sugestão foi dada pelo vereador Bruno Pessuti (PSD). Nas contas dele, a redução poderia chegar a três centavos na tarifa técnica.

A Urbs descartou a sugestão e afirmou que a redução do preço do diesel vai ajudar a prefeitura a manter o equilíbrio entre o valor cobrado do usuário e o preço repassado para as empresas do transporte.

O líder do prefeito na Câmara, vereador Pier Petruzziello (PTB), disse que a base vai sim levar o presidente da Urbs ao Legislativo por meio de um convite, sem a necessidade de convocação. A data ainda não foi marcada.


Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook