Política
Compartilhar

Candidato diz que fez o próprio registro na Justiça Eleitoral, mesmo com suposto “abandono” do Partido

Mesmo após uma suposta decisão do presidenciável Jair Bolsonaro para que o PSL (Partido Social Liberal) desistisse da ca..

William Bittar - CBN Curitiba - 16 de agosto de 2018, 12:28

Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook

Mesmo após uma suposta decisão do presidenciável Jair Bolsonaro para que o PSL (Partido Social Liberal) desistisse da candidatura ao Governo do Paraná, por ele apoiar outro candidato, de outra coligação. Ogier Buchi, escolhido para disputar a eleição estadual, garantiu que será o candidato do partido nestas eleições.

O impasse se deu após um áudio ser divulgado nas redes sociais, onde Jair Bolsonaro estaria declarando apoio ao candidato do PSD, Ratinho Júnior, mesmo sendo ele de outra coligação.

O registro de pedido da candidatura de Ogier Buchi foi entregue pelo próprio candidato, após o PSL informá-lo que não faria o pedido, por conta da decisão de Jair Bolsonaro.

Ogier Buchi afirmou que espera, após a homologação da candidatura, que Bolsonaro o apoie na campanha e na eleição.

Nesta quarta-feira (15), encerrou o prazo para o registro dos pedidos de candidaturas para as eleições de 2018, mas a análise e homologação podem acontecer até o dia 17 de setembro.

Hoje, às 22 horas, acontece o primeiro debate, na televisão, entre os candidatos ao governo do Paraná, com a presença de Professor Piva (PSOL), Doutor Rosinha (PT), Ratinho Jr. (PSD), Cida Borghetti (PP) e João Arruda (MDB). Ogier Buchi também afirmou que estará presente.