Cardozo apresenta três novos recursos ao presidente do Supremo

Roger Pereira


Além de recorrer contra medida que acelera o rito do processo de impeachment, o ex-advogado geral da União José Eduardo Cardozo, advogado da presidente Dilma Roussef no processo de impeachment, anunciou ontem mais três recursos ao presidente do Supremo Tribunal Federal , Ricardo Lewandowski, contra decisões da comissão especial do Senado que analisa o afastamento da presidente.

O advogado apresentará recurso questionando a aprovação em bloco, na quinta-feira, de mais de 80 requerimentos no colegiado.O ex-ministro alega que não foi notificado sobre os pedidos, nem teve tempo para analisar e se posicionar sobre eles. Cardozo também vai recorrer sobre a permanência de Antônio Anastasia (PSDB) na função de relator do processo,considerando que um dos autores do pedidodeimpeachment fazparte do mesmo partido. O último recurso diz respeito à delação premiada do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado.

Cardozo pede que a comissão solicite os áudios de Machado, gravados em conversas com políticos como o senador Romero Jucá (PMDB-RR), o ex-presidente José Sarney (PMDB-MA) e o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Para ele, a conversa entre Machado e Jucá é a “prova explícita de que houve desvio de poder” no processo de impeachment. Segundo o ex-ministro, se a acusação encontrasse um áudio de Dilma que mostrasse má-fé ao autorizar decretos – base da denúncia – também poderia utilizar o material. O pedido do advogado foi indeferido pelo relator ontem, que diz que o documento é estranho ao processo. “Os áudios não são fatos novos, não alargam o objeto. Não são estranhos ao processo, eles são o processo”, declarou Cardozo. Acusado de ter mudado de posição sobre a possibilidade de anexar gravações ao processo, como no caso envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma, que foi contra, Cardozo afirmou que são situações diferentes. Neste caso, diz ele, trata-se de uma prova fundamental relacionada ao processo. “Eu não mudei de posição coisa nenhuma e posso anexar provas quando eu quiser.”

Previous ArticleNext Article
Repórter do Paraná Portal
[post_explorer post_id="361925" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]