Conselho abre processo contra Dallagnol após fala sobre ministros do STF

Daniela Lima - Folhapress

deltan dallagnol força-tarefa vazamentos dias toffoli curitiba julgamento

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) decidiu na tarde desta terça-feira (23), por dez votos a quatro, abrir um processo administrativo disciplinar contra o procurador Deltan Dallagnol.

Coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, por entrevista na qual ele disse que os ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski formam “uma panelinha que manda uma mensagem muito forte de leniência a favor da corrupção”.

O procurador falou sobre o assunto em entrevista à CBN.

“Os três mesmos de sempre do Supremo Tribunal Federal que tiram tudo de Curitiba e que mandam tudo para a Justiça Eleitoral e que dão sempre os habeas corpus, que estão sempre formando uma panelinha assim que manda uma mensagem muito forte de leniência a favor da corrupção”, disse Dallagnol.

“Eu não estou dizendo que estão mal-intencionados nem nada, estou dizendo que objetivamente a mensagem que as decisões mandam é de leniência”, completou.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="614534" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]