Política
Compartilhar

Comissão pode dar continuidade à CPI do Transporte de 2013

Dezoito vereadores assinaram pedido protocolado na segunda-feira (6) na Câmara de Curitiba para propor a criação de uma ..

Narley Resende - 08 de fevereiro de 2017, 09:36

Dezoito vereadores assinaram pedido protocolado na segunda-feira (6) na Câmara de Curitiba para propor a criação de uma nova comissão especial sobre o transporte coletivo da Capital. Se for criada, ela terá duração de 180 dias, e será composta por 13 vereadores.

A ideia, segundo o grupo, é dar continuidade ao trabalho da Comissão Parlamentar de Inquérito realizada em 2013 pela Casa. Na época, a CPI propôs indiciamentos de mais de 60 pessoas por suspeita de fraude na licitação e sonegação fiscal.

Havia a suspeita de formação de cartel, apropriação indébita e sonegação do Imposto Sobre, Imposto de Renda Pessoa Jurídica e Contribuição Social Sobre Lucro Líquido.

Segundo a proposta do vereador Felipe Braga Cortes, do PSD, além de cobrar desdobramentos ao relatório da CPI dos órgãos de controle, “a comissão especial serviria para entender as novas situações relacionadas ao transporte, como a possibilidade de usar o recurso do metrô em outras obras de mobilidade”.

Em 2013, a comissão de inquérito promoveu 28 reuniões e ouviu 26 pessoas, obtendo 110 horas de depoimento.

O relatório final, de 200 páginas, foi enviado ao Ministério Público, ao Tribunal de Contas do Estado. à Prefeitura e ao Tribunal de Justiça.

O documento dizia ser possível reduzir a tarifa alterando 15 itens que, na opinião dos parlamentares, constavam irregularmente na planilha de custos.