Investigadas na Lava Jato, concessionárias são proibidas de assinar contratos no Paraná

BandNews FM Curitiba

lava jato, integração, leniência, mpf, concessionárias, anel de integração, proibidas, assinar, contratos, governo, paraná, proibidas, suspensas

Três concessionárias investigadas em desdobramentos da Operação Lava Jato estão proibidas temporariamente de assinar novos contratos com o governo do Paraná. A decisão da Controladoria-Geral do Estado foi publicada em Diário Oficial no mês passado e abrange as empresas Rodonorte, Ecovia e Ecocataratas. A justificativa da proibição é evitar prejuízos maiores. As empresas podem recorrer à Justiça para reverter a suspensão.

As concessionárias agora proibidas de assinar contratos com o governo do Paraná administram trechos do Anel de Integração do estado. Rodonorte, Ecovia e Ecocataratas assinaram acordos de leniência junto ao MPF (Ministério Público Federal) e, portanto, admitiram irregularidades. Em regra, as concessionárias pagavam propinas a agentes públicos e políticos para obter benefícios nos contratos de concessão. Assim, obras deixaram de ser feitas, ou foram realizadas de forma inadequada, sem respeitar os termos iniciais. Além disso, repasses foram superfaturados e aditivos contratuais injustificados foram concedidos às empresas.

A CCR Rodonorte opera estradas que ligam a capital à região norte do Paraná. A Ecovia é a responsável pelo trecho leste da BR-277, entre Curitiba e Paranaguá, além das rodovias estaduais que levam aos balneários. A Ecocataratas atua na região oeste do Paraná. As empresas foram alvo de investigações da Operação Integração, desdobramento da Lava Jato que apura crimes e irregularidades envolvendo a concessão de rodovias no Paraná.

Previous ArticleNext Article
Avatar
em 20 minutos tudo pode mudar