Condenada pela Lava Jato publica foto de tornozeleira e sapato Chanel

Fernando Garcel

nelma kodama, lava jato, doleira, tornozeleira eletrônica, sapato chanel, chanel, leilão beneficente, band paraná

Delatora da Operação Lava Jato, a doleira Nelma Kodama publicou uma foto com sapato Chanel e sua tornozeleira eletrônica causando centenas de comentários em uma rede social nesta sexta-feira (26). Ela foi condenada a 18 anos de prisão por crimes de lavagem de dinheiro, organização criminosa, evasão de divisas e corrupção ativa ainda em 2014, no início da operação.

Ela foi solta após homologação do acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal e retrata sua vida de ex-detenta por meio das redes e promove sua carreira de consultora de design, moda, informática e estratégia para empresas.

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

#picture #chanel #valentino

Uma publicação compartilhada por Nelma Kodama (@nelma_kodama) em

Na CPI em que prestou depoimento, Nelma Kodama se definiu como “a última grande dama do mercado” de dólares e usava codinomes como Greta Garbo e Cameron Diaz. Na mesma ocasião, elogiou o então juiz Sergio Moro e cantou Roberto Carlos para definir sua relação com Alberto Youssef. Disse que viveu maritalmente com ele entre 2000 e 2009, e, erguendo os braços para o público, cantou uma música de Roberto Carlos, “Amada Amante”, e em seguida foi repreendida pelo presidente da CPI, Hugo Motta.

 

Previous ArticleNext Article