CPI da JMK: votação do relatório final é adiada para a semana que vem

Redação

cpi da jmk, cpi, jmk, comissão parlamentar de inquérito, relatório final, votação, alep, alep pr, assembleia legislativa do paraná

Foi adiada para a próxima segunda-feira (16) a votação do relatório final da CPI da JMK. A Comissão Parlamentar de Inquérito apura possíveis irregularidades no contrato do governo estadual com a empresa responsável pela manutenção da frota de veículos do estado.

O relatório tem 230 páginas e foi finalizado na semana passada. Além disso, aponta 12 recomendações para que o Governo reavalie a proposta o atual contrato da frota.

O documento foi apresentado após 24 reuniões da CPI. Foram 46 pessoas ouvidas e 33 quebras de sigilos aprovadas. De acordo com a comissão, foram expedidos 202 ofícios, solicitando diligências e informações a órgãos públicos e empresas privadas. O relator ainda pediu o indiciamento de 19 pessoas: 14 ligadas à JMK e cinco agentes públicos. Ele aponta crimes contra a Lei de Licitações e atos de improbidade administrativa.

O texto do relatório deve ser analisado em plenário, por todos os deputados, somente no ano que vem. Depois disso, será encaminhado ao Ministério Público.

A CPI da JMK foi instalada em junho para apurar irregularidades na licitação e execução do contrato para gestão da manutenção da frota paranaense entre janeiro de 2015 e maio de 2019.

Além disso, o presidente da CPI protocolou no Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) um pedido de suspensão da nova licitação para gerenciamento da frota estadual.

De acordo com as investigações da Polícia Civil, foram desviados mais de R$ 125 milhões dos cofres públicos, por meio de fraudes em orçamentos e superfaturamento em ordens de serviço emitidas pela JMK.

Todos as pessoas que foram presas – entre elas os donos da empresa, respondem ao processo em liberdade. A JMK nega as acusações feitas pela polícia.

* Com informações da rádio BandNews FM

Previous ArticleNext Article