CPI deve enviar perguntas a Guedes nesta quarta, e relatório vai propor pensão para órfãos de vítimas da Covid

Renato Machado - Folhapress

Renan Calheiros na CPI

O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), afirmou que vai apresentar na sessão desta quarta-feira (6) uma proposta de questionário para ser encaminhado ao ministro da Economia Paulo Guedes, em substituição a um depoimento à comissão.

O requerimento prevendo o questionário deverá ser votado ao longo da sessão.

“A comissão parlamentar de inquérito precisa fazer algumas perguntas, por sua participação no enfrentamento da Covid-19. Nosso papel é passar isso a limpo”, afirmou.

“Qual foi o papel do ministério da Economia? O ministro Paulo Guedes defendeu tratamento precoce, teve exposição e falas em reuniões ministeriais, dificultou a retomada do auxílio emergencial, quando o fez fez pagando R$ 250. Hoje o bujão de gás custa R$ 140. O Brasil foi devolvido à fome”, afirmou.

Renan também afirmou que seu texto deve propor algumas medidas para auxiliar famílias que foram afetadas pela pandemia do novo coronavírus, com a perda de parentes. Disse que vai “responsabilizar o Estado”.

“Vamos responsabilizar também o Estado. Dentro da responsabilidade fiscal, vamos criar uma pensão para os órfãos. E vamos incluir a Covid-19, na perícia, entre as doenças que garantem a aposentadoria por invalidez”, disse.

Já durante a sessão, o relator deu mais detalhes, afirmando que o benefício proposto será de um salário mínimo.

“Vamos propor criar uma pensão especial de um salário mínimo para órfãos cuja renda familiar não permita sobrevivência até completar 21 anos. E incluir a Covid entre as doenças que podem ensejar, com perícia, a aposentadoria por invalidez. Vamos trazer essa proposta para discussão desse colegiado”, afirmou.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="794747" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]