Câmara de Curitiba irá votar punição para ‘fura-fila’ na vacinação em regime de urgência

Redação

Câmara de Curitiba irá votar punição a 'fura-fila' na vacinação em regime de urgência

A Câmara Municipal de Curitiba aprovou nesta terça-feira (2), regime de urgência no projeto de lei que estabelece punição para quem tentar ‘furar a fila’ da vacinação contra a Covid-19 na cidade.

O projeto de lei foi proposto pelo vereador Professor Euler (PSD) e tem como objetivo tentar coibir as tentativas de ‘furar a fila’ na vacinação em Curitiba.

A punição prevista está de acordo com a Lei 15.799/2021, que aponta que atos lesivos durante o enfrentamento da pandemia da Covid-19 serão punidos com multas que variam de R$ 150 a R$ 150 mil.

A decisão pelo regime de urgência permite que a proposta seja analisada em até três dias úteis pelas comissões permanentes, sendo colocada para votação no plenário da Câmara Municipal após o término desse prazo, mesmo sem o parecer desses colegiados.

A votação em plenário é feita normalmente, com o texto precisando passar por duas aprovações sem alterações no texto base para seguir para a sanção do prefeito Rafael Greca (DEM).

Votaram pelo regime de urgência os vereadores Professor Euler, Alexandre Leprevost (SD), Denian Couto (Pode), Eder Borges (PSD), Herivelto Oliveira (Cidadania), João da 5 Irmãos (PSL), Jornalista Márcio Barros (PSD), Marcelo Fachinello (PSC), Marcos Vieira (PDT), Maria Leticia (PV), Noemia Rocha (MDB), Pastor Marciano Alves (Republicanos), Professora Josete (PT), Renato Freitas (PT), Salles do Fazendinha (DC) e Sargento Tania Guerreiro (PSL).

LEIA MAIS: Vacina contra Covid-19: Paraná já aplicou 66% do estoque disponível

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="743213" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]