Daniel Silveira: saiba quem é o deputado preso que quebrou placa de Marielle Franco

Redação

Supremo decide tornar réu deputado Daniel Silveira com base na Lei de Segurança Nacional

A prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) tomou conta do noticiário político na noite desta terça-feira (17). O parlamentar, que é reconhecido por ter quebrado uma placa que homenageava a vereadora Marielle Franco, assassinada em 2018, foi detido pela Polícia Federal por decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal). Mas quem é Daniel Silveira e por que ele foi preso?

QUEM É DANIEL SILVEIRA

Ex-policial militar e professor de muay thai, Daniel Silveira cumpre o primeiro mandato como deputado após ter tido mais de 31 mil votos no Rio de Janeiro. De acordo com o site Intercept Brasil, o deputado colecionou punições na Polícia Militar. Há registros de faltas e atrasos no trabalho, além de um comportamento de publicações ofensivas contra líderes religiosos e imprensa.

A carreira de Daniel Silveira na PM se encerrou no dia 4 de outubro de 2018, quando foi oficializada a candidatura para a Câmara. Foi nesse dia em que ele ganhou notoriedade nacional ao quebrar a placa que homenageava a vereadora Marielle Franco (PSOL), que havia sido assassinada, ao lado do deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL). A cena foi protagonizada durante um comício em Petrópolis, com a presença do governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel (PSC), afastado do cargo por ser acusado de corrupção.

Deputados com a placa de Marielle. (Reprodução)

Em 2007, o deputado preso teve uma passagem pela polícia por ser investigado pelo uso de três atestados médicos falsos. Na época, ele trabalhava como cobrador de ônibus. Em abril de 2014, ele foi acusado ao lado de seis pessoas por falsidade material de atestado. No entanto, o caso foi prescrito em 2016 sem punição aos envolvidos.

A investigação fez com que um setor de pesquisa social da Polícia Milita recomendasse a não aprovação de Daniel Silveira no concurso em 2010. No entanto, Silveira recorreu à Justiça e ingressou na corporação como soldado, função que exerceu em todo o período. Durante a atuação na PM, Silveira teve 60 sanções disciplinares e ficou reconhecido com o selo de “mau comportamento” na ficha.

Como deputado, é visto constantemente atacando diversos jornalistas e veículos de comunicação. Além disso, colocou-se a disposição do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), para fechar o STF.

DEPUTADO FOI PRESO POR ORDEM DO MINISTRO APÓS NOVO ATAQUE AO STF

Um dos integrantes da bancada bolsonarista na Câmara dos Deputados, Daniel Silveira é alvo de dois inquéritos no STF. Um deles investiga os atos antidemocráticos e o segundo apura fake news. Nos dois casos, o ministro Alexandre de Moraes é o relator.

O deputado foi preso após a corte tomar conhecimento de um vídeo publicado no Youtube. Silveira atacou os ministros e defendeu o AI-5, o ato mais duro da Ditadura Militar do país.

“As manifestações do parlamentar Daniel Silveira, por meio das redes sociais, revelam-se gravíssimas, pois, não só atingem a honorabilidade e constituem ameaça ilegal à segurança dos ministros do Supremo Tribunal Federal”, afirmou Moraes na decisão.

Com a chegada da Polícia Federal, Daniel Silveira gravou um novo vídeo afirmando que não estava se sentindo intimidado. “Ministro, eu quero que você saiba que você está entrando numa queda de braço que você não pode vencer. Não adianta você tentar me calar (…) você acha que vai me assustar e me calar? Eu vou colocar um por um de vocês em seus devidos lugares”, afirmou.

Assista:

Na tarde desta quarta-feira, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), está em reunião com a Mesa Diretora desde às 13h e em seguida conversará com os líderes da Casa para discutir a prisão de Daniel Silveira. Mais cedo, Lira disse que iria agir de acordo com a Constituição.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="745946" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]