Política
Compartilhar

De vermelho e com estrela, Tadeu Veneri fala da candidatura em meio à crise do PT

O candidato do PT à prefeitura de Curitiba, Tadeu Veneri, afirmou em entrevista na manhã deste domingo (2) que a campanh..

Andreza Rossini - 02 de outubro de 2016, 10:17

O candidato do PT à prefeitura de Curitiba, Tadeu Veneri, afirmou em entrevista na manhã deste domingo (2) que a campanha foi desafiadora. "Aquilo que para nós é a parte que nos move no partido, que são os temas do partido. Eu nunca escondi que sou filiado ao Partido dos Trabalhadores, um partido com nome,  nós temos uma história com erros e com acertos, essa história tem que ser debatida. Foi um desafio, mas foi um desafio superado", afirmou.

Veneri comentou sobre as mudanças nas campanhas políticas, mais curtas e mais baratas. "Acredito que pela primeira vez conseguimos fazer as pessoas entender que é possível fazer uma campanha barata, com mais militância, com muita gente nas ruas".

Ao contrário dos candidatos Gustavo Fruet e Requião Filho que questionaram os dados divulgados pelo Ibope, Veneri afirmou que é preciso respeitá-los. "As pesquisas são um recorte do momento, elas precisam ser respeitadas. Não se briga com números de pesquisas, se faz o possível para os resultados mudarem. É isso que nós estamos fazendo, estamos nas ruas conversando com as pessoas", disse.

Fruet questiona pesquisas: “pressuponho que por questões metodológicas e não de outra natureza”

“O Ibope tem patrão”, diz Requião Filho, ao votar em Curitiba

 De acordo com os números divulgados pelo Ibope (PR-05284/2016) na noite de sábado (1), Greca tem 30% das intenções de voto, seguido por Fruet, com 19%, empatado tecnicamente com Ney Leprevost com 15%. Requião Filho (PMDB) tem 8% das intenções de voto, seguido por Maria Victória (PP), com 7%, Tadeu Veneri (PT), com 5%, Xênia Mello (PSOL) com 2% e Admar Pereira (PROS), com 1%.

Uma pesquisa divulgada no sábado pela revista Veja, aponta que ele é décimo candidato mais rejeitado pelos eleitores no país.

Veneri votou por volta das 9 horas, na escola Estadual Nossa Senhora de Fátima, no Tarumã.