Decreto é prorrogado em Curitiba: Greca e Huçulak falam das medidas contra a covid-19

Vinicius Cordeiro

Rafael Greca deve receber alta hospitalar nesta sexta-feira

Para conter o avanço da covid-19, o prefeito de Curitiba, Rafael Greca (DEM), e a secretária de Saúde Márcia Huçulak anunciaram que o decreto municipal que determina lockdown moderado  está prorrogado até o dia 28 de março. Atualmente a cidade está sob bandeira vermelha, que representa alerta máximo contra a doença, e está sem nenhum leito disponível.

A cidade alcançou 100% de ocupação dos leitos (UTI e enfermarias) ontem. Ou seja, não há mais capacidade do sistema hospitalar atender novos pacientes, seja por conta da covid ou não. Além disso, com mais 44 óbitos, a capital do Paraná bateu recorde de mortes registradas em 24 horas.

Greca e Huçulak apresentam medidas de enfrentamento do coronavírus nesta sexta-feira (19), às 15h30.

“A epidemia está descontrolada. As UPAs foram transformadas em centros de covid. Fizemos o que é possível. Quem está na UTI, está graças a Deus atendido. Temos nas UPAs todas as condições de uma UTI, inclusive rede de oxigênio de alta pressão e os medicamentos necessários até o livramento da doença”, afirmou Greca.

Siga ao vivo:

DECRETO EM CURITIBA SEGUE COM LOCKDOWN MODERADO

Desde o último sábado, a cidade entrou em uma espécie de lockdown moderado. Conforme o decreto da prefeitura de Curitiba, apenas atividades essenciais, como mercados, farmácias e postos de combustíveis, estão autorizados a abrir. Já academias, parques, comércio e shoppings devem permanecer fechados. Restaurantes podem funcionar com horário limitado e apenas na modalidade delivery.

Durante a semana, foi feito uma edição no decreto para estender o funcionamento de mercados, que teve o horário ampliado até às 20h, e os deliverys, que podem acontecer até às 22h.

Conforme o boletim, Curitiba acumula 161.967 casos e 3.381 mortes em decorrência da covid.

Vale lembrar que a rede privada de hospitais já está no esgotamento máximo. Na semana passada, pelo menos cinco hospitais suspenderam o pronto-atendimento. Em carta aberta à população, 28 diretores de hospitais defenderam o lockdown e outras medidas de restrição.

BANDEIRA PRETA EM CURITIBA É FAKE NEWS

Um suposto áudio estava circulando por WhatsApp afirmando que a prefeitura de Curitiba iria decretar bandeira preta. Não acredite pois é mentira!

O sistema de bandeiras tem três cores: amarelo (situação de alerta), laranja (alerta médio) e vermelha (alerta máximo). A cor representa o valor de um cálculo que pode ser entre 0,01 a 1,99 (amarela), 2 a 2,99 (laranja) e vermelha para 3 ou mais.

O valor é resultado de nove indicadores, divididos em dois grupos: nível de propagação da doença e capacidade de atendimento do sistema de Saúde.

Curitiba adotou a bandeira vermelha pela primeira vez na sexta-feira da semana passada.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="752386" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]