Defesa de “homem da mala de Temer” terá acesso ao inquérito dos portos

BandNews FM Curitiba e Jordana Martinez


A defesa do ex-assessor do presidente da República, Rodrigo Rochas Loures, que ficou conhecido como o “homem da mala da JBS”, terá acesso aos autos da ação penal que envolve o presidente. Neste processo, é apurado o pagamento de propina na edição do decreto dos portos. Temer e Loures estão entre os investigados. O acesso às informações foi autorizado pelo ministro Luíz Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal.

No início da semana, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, também se manifestou favorável a defesa de Loures acessar os dados. Dodge alegou que as provas já estão documentadas nos autos e veiculam informações úteis à condução da defesa.

Além disso, segundo ela, o material solicitado pelos advogados do ex-assessor, foi obtido por meio da quebra do sigilo e não há nenhum sentido em bloquear o acesso. Neste inquérito, aberto em setembro do ano passado, existe a suspeita de que empresas específicas teriam sido beneficiadas pelo decreto presidencial.

A investigação foi aberta a partir da delação de executivos da J&F que afirmam que houve um esquema de lavagem de dinheiro e corrupção na edição do decreto que mudou regras portuárias.

Previous ArticleNext Article
em 20 minutos tudo pode mudar
[post_explorer post_id="528414" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]